De entusiasta de EDM a profissional: entrevista com DJ BODING

Por A equipa Gigstarter em 26-01-2024

Numa entrevista exclusiva, DJ BODING, um jovem talento de Roma, oferece uma visão da vida de um DJ profissional em Itália. Tendo crescido com uma paixão pela EDM, começou a misturar faixas desde muito jovem atrás da consola. O artista, com mais de 400 mil seguidores no TikTok, explicou a sua abordagem às redes sociais, a forma como lidou com as mudanças na música e os desafios que enfrentou como produtor. O percurso de um indivíduo que transformou a sua paixão numa profissão - um DJ pronto para o grande sucesso. Não perca a nossa entrevista exclusiva!

Quem é o DJ BODING?

Eu definiria-me como uma pessoa determinada, forte, engenhosa e carismática com objectivos claros. Para mim, a clareza de objectivos é crucial. Inicialmente, o meu principal objetivo era começar a ganhar dinheiro no mundo da música, especialmente como DJ. Agora que já ultrapassei essa fase, sinto-me pronto para enfrentar novos desafios e objectivos na minha carreira.


Quando a paixão se transforma numa profissão

A minha paixão nasceu aos 14-15 anos. Comecei a apaixonar-me pela música sem pensar que um dia poderia vir a ser a minha profissão. Em particular, apaixonei-me pela música eletrónica e pelos festivais. Via tantas pessoas a dançar e a divertir-se, unidas pela mesma paixão: a música. É esse o meu objetivo como DJ: entreter as pessoas. Comecei por ser um entusiasta, depois, aos 18-19 anos, pus-me atrás da consola e comecei a perceber como estruturar uma música, como torná-la capaz de transmitir uma mensagem. Ser DJ permite-me levar a minha mensagem às pessoas, especialmente durante os espectáculos ao vivo, onde há obviamente mais contacto com o público.

impression of the young artist DJ BODING

Da dove nasce il nome BODING?

Questa è una domanda che tutti mi fanno sempre. La cosa bella è che non ha un significato specifico, ma deriva da un momento particolare della mia vita. Ricordo che da bambino mio cugino mi chiamava banalmente così... Non so perché, non so da dove l'abbia preso, ma ho pensato che fosse bello e facile da memorizzare, così ho deciso di adottarlo come nome d'arte.


As influências que fizeram do DJ BODING o que ele é hoje

Definitivamente, a mais importante para mim foi o Hardwell. Hardwell foi um DJ e produtor que contribuiu muito para a era dourada da EDM, o início dos anos 10, para ser mais claro. Foi nessa altura que se deu o boom da EDM e as minhas influências vêm principalmente dos pioneiros dessa época: Martin Garrix, David Guetta, Calvin Harris... Os grandes nomes, digamos assim. Sinto-me muito próximo desse tipo de música, mais comercial, se quiseres, mas que continua a chegar a milhões de pessoas. São artistas que trago no meu coração e que formaram o meu estilo.


Gosto pessoal em música

Ouço praticamente todos os géneros de música. Depois, claro, tenho os meus favoritos, mas em geral ouço tudo, desde clássicos italianos a reggaeton. Apercebi-me de que ouvir música diferente do nosso próprio género de referência ajuda muito a desenvolver um estilo. No meu caso, por exemplo, perceber como se faz uma peça de reggaeton permitiu-me compreender melhor como estruturar uma peça de EDM. Sempre fiz tudo de forma autodidata, por isso é uma parte importante. Esta pesquisa. Este tentar, falhar e voltar a tentar formou o artista que sou hoje.



boding 3

A relação com as redes sociais

Penso que a perceção das redes sociais depende muito da época em que a pessoa nasceu. Nascido em 98, identifico-me como parte da geração nativa digital e apercebi-me cedo da importância das redes sociais. Estas plataformas são recursos gratuitos, acessíveis a todos, que permitem chegar a um público específico com pouco ou nenhum custo. Esta oportunidade era inimaginável antes do advento da Internet e das redes sociais.
A forma como as pessoas interagem com a música sofreu profundas alterações na última década, influenciando as estratégias de mercado em conformidade. Senti que era essencial explorar este mundo desde o início, utilizando cuidadosamente as redes sociais. Por esta razão, passei por um período difícil, que me obrigou a fazer uma pausa. No entanto, depois de cada dificuldade, há sempre um momento em que nos levantamos mais fortes do que antes. Atualmente, tenho uma equipa que me apoia na gestão das redes sociais.


O sucesso de Tik Tok na música

Na minha opinião, o fenómeno é atribuível à própria estrutura do social. Em primeiro lugar, o som está sempre ativo no TikTok. Isto pode parecer trivial, mas é um aspeto crucial. Quantas pessoas usam o Instagram para ver vídeos sem som? A maioria! No TikTok é praticamente impensável que alguém veja um conteúdo sem som. Claro que o principal desafio é aparecer no feed, e é aqui que entra a consistência na utilização da plataforma.
Outro aspeto relevante tem a ver com a extrema facilidade com que um som pode ser reproduzido e partilhado. Basta pensar na quantidade de mashups e remixes não oficiais que se tornaram uma tendência. Rapidamente se percebe que qualquer pessoa pode tornar uma canção viral sem necessariamente possuir os direitos legais sobre ela. Isto, na minha opinião, é o que torna o TikTok tão único. Até há alguns anos atrás, seria impensável publicar uma pequena parte de uma canção original sem deter os direitos de autor. Com o TikTok, este modelo foi radicalmente posto em causa. Paradoxalmente, canções que foram publicadas há muitos anos e que não alcançaram necessariamente um grande sucesso têm agora a possibilidade de se tornarem virais, mesmo que seja apenas graças ao facto de uma pequena parte delas ter sido usada como base para uma dança. Muitos acreditam que o TikTok arruinou a música, mas eu acho que simplesmente mudou a forma como a percepcionamos.


Como é que o processo criativo mudou desde o social?

Esta é uma pergunta muito boa, porque sublinha como a forma de fazer música mudou radicalmente. Pessoalmente, reparei que antes das redes sociais costumava dar mais espaço à minha liberdade criativa, digamos que me concentrava mais na peça tal como a queria. Agora, porém, já durante o processo de criação, penso "oh, isto pode tornar-se viral". Em geral, reparei que a "viralidade" é mais procurada e que a estrutura das canções também é um pouco afetada por esta mudança. Talvez seja inserida uma parte cantada para aumentar a hipótese de se tornar tendência no Tik Tok.
Sei que podem pensar que isto é um exagero, um "desrespeito" pela vossa arte, mas, na minha opinião, há uma linha ténue entre mantermo-nos fiéis a nós próprios e fazer música de uma forma sustentável. É preciso ter sempre em mente que, para nós, a música é um trabalho e uma paixão e, como trabalho, temos de conseguir ganhar a vida. Mesmo que o público só se preocupe com o resultado final, nunca se deve esquecer o percurso de um artista, os anos passados a estudar e a experimentar para obter o melhor resultado.

boding 2

O single mais fácil

Certamente que o single que exigiu menos esforço foi Vienna. A história de Vienna é muito especial porque foi concebida numa altura em que eu queria lançar uma canção por semana e vendê-la. Depois decidi lançá-la como single porque gostava dela e acreditava nela. No total, foram cerca de duas semanas de produção.


Os obstáculos do mercado italiano

Do meu ponto de vista, o principal problema em Itália é que a oferta é maior do que a procura. Há muitos DJ activos, principalmente porque o nível de entrada é bastante baixo. Para além do custo do equipamento, as competências necessárias para misturar não são particularmente elevadas. O que faz a diferença é o estilo construído, as músicas seleccionadas, a capacidade de as misturar e o carisma demonstrado na pista de dança. A procura, por outro lado, é limitada. O principal desafio para um DJ italiano é a possibilidade de atuar ao vivo, seja num clube ou num festival. Nestes casos, o sistema em Itália é muito baseado em ligações. É crucial estar bem estabelecido no meio e construir uma reputação. De facto, o gerente de um clube não está apenas interessado em saber se é bom, mas sobretudo em saber quanto pode ganhar em relação aos honorários que lhe oferece.


Um olhar sobre o futuro

2024 será um ano importante para a minha carreira e sinto que será o meu ano. Comecei a explorar novos sons fora do meu estilo habitual. Cresci com a EDM dos anos 10 e a era do Big Room, mas agora sinto-me pronto para algo diferente. Deixei-me contaminar por Techno, Future Rave e sons nórdicos. É um pouco como quando uma história termina com uma rapariga: tentamos guardar o melhor do que aconteceu e torná-lo nosso. Com a música estou a ter a mesma experiência. Este ano fui inspirado por novos estilos e estou muito entusiasmado com os meus próximos projectos. O primeiro será lançado a 26 de janeiro e sinto que consegui transmitir a mensagem que queria.


Gigstarter x DJ BODING

Juntei-me ao Gigstarter há cerca de um ano. Queria tocar ao vivo com mais frequência, por isso comecei a procurar sites que pudessem aumentar as minhas hipóteses de ser contratado. Acho que a plataforma do Gigstarter é boa e a interface é muito intuitiva, dá-nos logo o que precisamos. No meu caso, ajudou-me definitivamente a encontrar mais encontros. A minha melhor noite foi num clube em Fiuggi, na província de Frosinone. Digo sempre que foi a minha pequena Tomorrowland, porque foi a primeira vez que actuei em frente a mais de 500 pessoas. Claro que estava nervoso antes do espetáculo ao vivo, mas assim que subi ao palco comecei a descontrair-me e foi uma grande experiência. Dei-me bem tanto com os proprietários como com o público, foi uma noite fantástica.



Gigstarter agradece a BODING pelo seu tempo e deseja-lhe boa sorte para este ano, que promete ser muito importante para ele. Temos todo o gosto em dar apoio a todos os artistas que queiram tocar e divulgar a sua mensagem.


Queres juntar-te a nós para transformar a tua paixão em algo mais profissional ou gostas simplesmente de poder pôr a tua paixão em prática? Junta-te à comunidade Gigstarter!
Registrar


Artigos relacionados sobre Gigstarter:

Estás interessado no mundo da música, em dicas para artistas e na Gigstarter? Por favor lê o nosso blog.

A Gigstarter torna a música ao vivo acessível para todos. Em gigstarter.pt irá encontrar facilmente música ao vivo para a sua festa. Este serviço não tem qualquer custo, tanto para o artista como para o utilizador. Veja o nosso site e siga-nos em Facebook para estar atualizado sobre os eventos e os novos talentos da Gigstarter.

Sem complicações. Apenas música.


Etiquetas: entrevista, dj, conselhos, italiano, mercado, dança, edm